Passaporte Azul apresenta belezas do fundo do mar

Roteiro de pontos de mergulho foi lançado, pela SMA, na feira Adventure Sports Fair

Imagine ver de perto um linguado, uma moréia verde, uma raia jamanta ou uma tartaruga verde. Todas as maravilhas dos oceanos vão estar mais próximas dos paulistas com a ajuda do Passaporte Azul, publicação que traz sugestões de roteiros de mergulho nas áreas protegidas do litoral. O guia foi lançado, em 10.09, na Adventure Sports Fair, que acontece no Centro de Exposições Imigrantes até 13.09.

O Passaporte informa para os mergulhadores as particularidades de cada ponto, como profundidade, temperatura e condições de mergulho. Além disso, é possível conferir mapas detalhados das áreas, indicações de como chegar e relatos sobre a vida marinha. Muitos dos pontos passam por locais de naufrágios, interessantes para aqueles que buscam explorar de perto a história do litoral de São Paulo. “Quando vi o Passaporte o achei muito completo. Ele é para os verdadeiros aventureiros.”, disse o secretário Xico Graziano.

Os pontos de mergulho indicados na publicação estão inseridos nas Áreas de Proteção Ambiental Marinhas – APAs do litoral norte e centro, no Parque Estadual Marinho da Laje de Santos e no Largo dos Parques Estaduais da Ilha Anchieta, de Ilhabela e da Serra do Mar. Os roteiros propostos foram escolhidos para incentivar o conhecimento da vida marinha no Estado, da natureza ao redor e das tradições culturais das comunidades locais. “A idéia de criar o Passaporte Azul surgiu quando começamos a discutir a criação das APAs marinhas. As comunidades locais foram de grande ajuda na elaboração do guia.”, conta Anna Carolina Lobo, gerente de Ecoturismo da Secretaria do Meio Ambiente.

Os passaportes serão vendidos por R$5,00 nos parques e áreas que estão no roteiro. Na capital, os pontos de venda ficarão na sede da Fundação Florestal – FF e no balcão único da Secretaria Estadual do Meio Ambiente – SMA. Em breve, os interessados também poderão adquirir o passaporte pela internet.

Ecoturismo na Argentina

Durante o lançamento, o secretário Xico Graziano e o secretário do Turismo da Argentina, Lic. Enrique Meyer, assinaram um Protocolo de Intenção para promover o intercâmbio técnico e de experiências entre os órgãos, ambos responsáveis pelas políticas de gestão e uso público em unidades de conservação. “A Argentina possui muitos parques e experiências interessantes em ecoturismo. Essa parceria tem o objetivo de estimular a visitação de Unidades de Conservação nos dois países.”, disse José Amaral Wagner Neto, Diretor da Fundação Florestal.

Projetos serão desenvolvidos pelos técnicos da Fundação Florestal e da Argentina para identificar as potencialidades de implantação de circuitos integrados de ecoturismo e esportes de aventura nos parques dos dois países. Uma ação prevista é implantar campanhas de divulgação para incrementar a visitação nessas áreas protegidas.

Texto: Ludmilla Fregonesi
Fotografia: Pedro Calado