Interdições motivam prefeituras a regularizarem lixões

SMA e Cetesb interditaram nesta quinta-feira o 12º lixão municipal em Itapeva

O lixão municipal de Itapeva, no interior paulista, foi interditado nesta quinta-feira, 9, pessoalmente pelo secretário estadual do Meio Ambiente, Ricardo Salles. O depósito irregular, localizado na rodovia Itapeva-Caputera, km 2,5, no bairro Santa Maria, sofreu várias ações de controle pela Cetesb, desde 1990, incluindo aplicação de multas que somam mais de R$ 780 mil.

A área operava em péssimas condições, com presença de catadores, animais, mau cheiro e inexistência de estruturas de proteção ambiental, entre outros problemas.

Ricardo Salles ressaltou que o “Estado de São Paulo está mobilizado para solucionar a questão do lixo e dos resíduos sólidos em geral. As prefeituras finalmente viram que esses locais serão fiscalizados e autuados, com o rigor da lei”. Foi o 12º lixão a ter suas atividades impedidas na gestão do atual secretário, que tem feito questão de participar dessas ações.

Dos mais de 90 lixões encontrados, do meio do ano passado para cá, o número já caiu para 40, ou seja, 50 foram regularizados ou fechados. “Daqui para diante, até o final do ano, chegaremos a zero!”, afirma Salles.

Os outros onze lixões interditados, até o momento, pertencem às prefeituras de Ourinhos, Santa Cruz do Rio Pardo, Cafelândia, Itápolis, Leme, Osasco, Vargem, Santa Maria da Serra, Iporanga, Adamantina e Osvaldo Cruz.