Escolas levam crianças ao parque durante as férias

Cursos de férias das escolas da capital têm incluído, cada vez mais, passeios, pedaladas e piqueniques em parques urbanos

Texto e fotos: Anna Karla Moura

Era a segunda manhã mais fria do ano e o termômetro do Villa-Lobos registrava 11 graus, mas isso nem de longe impedia a animação do público um tanto incomum para um dia de semana no parque. Centenas de crianças de diferentes escolas coloriam e deixavam ainda mais bonito o cenário com céu azul, sol brilhante e grama verdinha no Alto de Pinheiros.

Eram crianças de diversas idades. Vestiam coletes e crachás de identificação e, acompanhados pelos seus professores, pedalavam, faziam piquenique, curtiam os playgrounds, tomavam um sol gostoso e colecionavam, junto com os amigos, boas memórias das férias de julho.

No Brasil, as crianças costumam ter férias escolares nos meses de dezembro, janeiro e julho. Os pais, no entanto, dificilmente conseguem coincidir suas férias com esses períodos. Grande parte deles, só consegue 30 dias de férias por ano. Sem ter com quem deixar as crianças durante esse período, muitos pais têm optado pelos cursos de férias oferecidos pela própria instituição onde os filhos estudam.

As escolas, por sua vez, têm buscado opções diferentes de programas para as crianças durante as férias. Para fugir um pouquinho do ambiente escolar, que os alunos já frequentam o ano inteiro, têm buscado visitas a museus, cinema, teatro e, cada vez mais, passeios e piqueniques nos parques urbanos.

“O que mais me encantou no curso de férias foram os passeios. Acho as atividades ao ar livre e esse contato com a natureza superimportantes para as crianças. O Gabriel voltou para casa essa semana com uma alegria imensa!”, disse Gilda, mãe do Gabriel, de 5 anos, que estuda em uma escola da zona oeste da capital e visitou o Parque Villa-Lobos.

Já o Gabriel, diz que gostou de tudo no parque. Quando questionado se gostaria de voltar lá, responde, sem hesitar: “É claro que sim! Quando vamos?”

O Villa-Lobos, juntamente com o Parque Candido Portinari e o Parque da Água Branca estão entre os favoritos das escolas. A estrutura dos parques, o ambiente bucólico, a segurança e a facilidade de acesso estão entre os fatores que determinam essa escolha.

Saiba mais sobre os parques urbanos administrados pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo.