Maurício Brusadin dialoga com institutos de pesquisa na Alesp

O secretário foi convidado para audiência pública pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da casa

Texto: Dirceu Rodrigues – Foto: Pedro Calado

“Por hora, esse assunto está encerrado. Não juntaremos as instituições, mas precisamos pensar em novas alternativas. A ideia é formar um grupo de estudos com integrantes dos institutos e especialistas na área para discutir a questão.” Esta foi o teor da fala do secretário do Meio Ambiente Maurício Brusadin, na audiência pública promovida na terça-feira, 26/9, pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

O objetivo da audiência, solicitada pelo deputado Carlos Neder (PT), que preside a Frente Parlamentar em Defesa dos Institutos de Pesquisa do Estado de São Paulo, foi que o secretário ouvisse as demandas dos funcionários dos institutos Florestal, Botânico e Geológico.

Reiterando o que disse em sua posse, Brusadin afirmou que “o marco da minha gestão será o diálogo aberto e democrático com os diretores e funcionários dos institutos. É inconcebível tomar atitudes de cima para baixo. É preciso diálogo e consenso para construir conceitos”.

O presidente da Comissão, deputado Roberto Tripoli disse que “o assunto é extenso e a reunião foi muito proveitosa. A intenção é fazer outras audiências e continuar trabalhando com a Secretaria do Meio Ambiente para obtermos resultados”.

Para o deputado Roberto Massafera (PSDB), “precisamos definir políticas científicas no Estado de São Paulo para tratar do futuro que nos espera, pois o desenvolvimento das nações está atrelado ao investimento em pesquisa, ciência e inovação”.

Também estiveram presentes na audiência pública os deputados Ana do Carmo, Luiz Turco, Caio França, Ed Thomas, Orlando Bolçone, Celso Nascimento, Cezinha de Madureira, Davi Zaia, Itamar Borges, Feliciano Filho e Welson Gasparini.