Represas da capital terão fiscalização intensificada

As pastas de meio ambiente do Estado e da Prefeitura de São Paulo se juntam para intensificar o monitoramento e fiscalização dos mananciais

O secretário estadual do Meio Ambiente, Maurício Brusadin, recebeu na quarta-feira, 11/10, representantes da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente da Prefeitura de São Paulo para dar o pontapé inicial na intensificação das ações de monitoramento e fiscalização das áreas dos mananciais das represas do município – Billings, Guarapiranga e Cantareira.

Representantes do executivo municipal, tendo à frente o secretário do Verde e do Meio Ambiente, Fernando Von Zuben, apresentaram uma proposta de sistema de monitoramento das áreas de mananciais – que está em fase de licitação e contratação –, por meio de imagens de satélite, vinculado a outro sistema, de alerta de alterações ocorridas na região e onde, por comparação automática, são identificadas as mudanças e emitido um alerta, que será devidamente verificado “in loco” pelas equipes de fiscalização de campo.

A ideia é que, com base nesta ferramenta e nas já utilizadas pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente, que praticamente efetiva os mesmos procedimentos porém de modo manual, as ações de monitoramento e de fiscalização nas áreas de mananciais da Billings e Guarapiranga, sejam incrementadas e aprimoradas, no âmbito da Operação Integrada Defesa das Águas.

Em função disso, ocorrerá uma reunião conjunta na próxima semana, em que será instituído o novo Comitê de Coordenação Geral da Operação Integrada e em que deverá ser apresentado um primeiro Plano de Ação, para início efetivo de imediato, com a participação das Coordenadorias de Planejamento Ambiental e de Fiscalização, da SMA, além da CETESB, Fundação Florestal e Polícia Militar Ambiental, do lado do Governo do Estado, e do outro lado, os órgãos municipais, capitaneados pela Secretaria do Verde e do Meio Ambiente.