III Curso Introdutório de Ecobrinquedoteca

 

 

O III Curso Introdutório de Ecobrinquedoteca realizado nos dias 29, 30 e 31 de julho, pelas especialistas Danielle Julião, Caroline Gruber e Carolina Tibério da Coordenadoria de Educação Ambiental (CEA), capacitou monitores ambientais e técnicos da Coordenadoria de Parques Urbanos (CPU) e do Instituto Florestal (IF).

O curso teve como objetivo sensibilizar equipes destacadas para implantação de ecobrinquedotecas e utilização de jogos, brinquedos e brincadeiras como estratégia de educação ambiental e de disseminação da cultura de paz por meio da concepção lúdica da aprendizagem.

A capacitação contemplou de forma condensada aspectos práticos para confecção e reprodução de ecobrinquedos e ecojogos por meio da reutilização de materiais descartáveis. Ressaltou a importância da aprendizagem a partir do lúdico e das possibilidades de inserção desses materiais e de brincadeiras no roteiro pedagógico e de monitoria nos espaços de visitação.

Nessa turma, foram contemplados equipes dos parques urbanos que receberam caixas de ecojogos do Projeto Ecobrinquedoteca: Chácara da Baronesa (Santo André), Gabriel Chucre (Carapicuíba), Belém (zona leste) e Polo Ecocultural Alberto Löfgren (zona norte). A turma contou também com a participação da equipe da Floresta Estadual de Manduri administrada pelo IF, que deseja desenvolver atividades de educação ambiental com as escolas do entorno dentro da temática de resíduos.

Como parte das atividades do curso, os participantes vivenciaram um dia de oficinas e atividades lúdicas na Ecobrinquedoteca do Parque Estadual Monsenhor Salim (Campinas) obtendo mais informações sobre como ativar espaços dessa natureza. Conheceram ainda  a recém-montada ecobrinquedoteca do Polo Ecocultural.