Número de queimadas dobra em 2016

Balanço, até 15 de agosto, aponta o dobro do número de incêndios detectados em 2015

A chegada do inverno é sempre preocupante! O frio e a falta de chuva provocam danos ambientais. A qualidade do ar piora e o risco de incêndios, em matas, florestas e unidades de conservação, aumenta.
Em balanço, realizado pela Coordenadoria de Fiscalização Ambiental, da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SMA), de 1° janeiro a 15 de agosto de 2016, foram detectadas 2.045 queimadas, em todo o Estado, contra 1.061 focos de incêndio de 2015.
As causas são as mais variadas: balões, queimadas irregulares ou mesmo uma ponta de cigarro, jogada na beira da estrada. Em virtude do fato a SMA intensifica o seu trabalho de fiscalização, com a Operação Corta Fogo.

180801

Corta Fogo

O aumento dos focos de incêndio, no ano de 2010, impulsionado pela incidência de um inverno mais seco e prolongado, motivou a criação do Sistema Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais no Estado de São Paulo, visando à redução dos focos de incêndio e, consequentemente, à minimização dos impactos que esses acarretam.
A Corta-Fogo é o braço operacional do sistema, que prevê a integração das ações de prevenção, monitoramento, controle e combate a incêndios florestais. A Operação é coordenada pela Secretaria de Meio Ambiente (SMA) em conjunto com a Casa Militar, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Ambiental e municípios parceiros. Também participam a Fundação Florestal (FF), o Instituto Florestal (IF) e a Companhia Ambiental do Estado (Cetesb).

Números de 2015

Em 2015, a Operação Corta Fogo apresentou queda de quase 60% dos focos de queimadas e incêndios, em relação ao ano de 2014. Além da intensificação das ações preventivas, o clima mais ameno e chuvoso, durante a estiagem de 2015, contribuiu para redução.
Os focos de incêndio tiveram uma redução de 58%, em 2015, passando de 4.717, em 2014, para 1.984. A área queimada, em unidades de conservação, diminuiu 22%, de 2.233, em 2014, para 1.731, até 31 de outubro de 2015.
As Oficinas Regionais para Redução de Riscos – Estiagem 2015, com treinamento de brigadistas municipais, organizadas pela Coordenadoria Estadual da Defesa Civil (Cedec), em parceria com o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Ambiental, Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e a SMA, capacitaram 2.752 pessoas, em 475 brigadas municipais.
Quanto às autorizações de queima da palha da cana-de-açúcar ocorreu uma diminuição de 41.436, em 2014, para 31.229, em 2015. Em hectares, os números são de 257.522 ha, para 187.191 ha.
Em relação às ocorrências atendidas pelo Corpo de Bombeiros, houve redução de 32%, no número de ocorrências, de 24.253 para 16.394, e de 46% de área queimada, de 43.776,83 ha, em 2014, para 23.785,94 ha, em 2015.

 

Texto – Cris Couto