Consema aprova criação de duas novas unidades de conservação

Preservar área de manancial e servir de instrumentos de lazer para a comunidade local

O meio ambiente ganhou dois instrumentos para incrementar a conservação no estado de São Paulo. O Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema) aprovou a proposta de criação de duas unidades de conservação na Billings, na região metropolitana de São Paulo, na 362º reunião, realizada na terça-feira, 30 de janeiro, na Secretaria do Meio Ambiente.

De acordo com a proposta aprovada, as duas novas unidades de conservação (UCs) serão de proteção integral, sendo um Parque Estadual (Águas da Billings) e uma Floresta Estadual (Montanhão).  As UCs vão contribuir para preservar a área de manancial, além de servir de instrumento de lazer para a população da região.

Na área de abrangência do PE Águas da Billings há uma estação de captação de água, responsável pelo abastecimento de água da região do ABC e parte de São Paulo. Já a Floresta Estadual Montanhão funcionará como importante corredor ecológico entre o Parque Estadual Águas da Billings e o Parque Natural Municipal do Pedroso, em Santo André, bem como as demais áreas verdes da região.

Para que lazer e conservação caminhem juntos, a proposta contempla o estabelecimento de regras das atividades existentes, assim como a implantação de um sistema de trilhas interpretativas, um programa de educação ambiental e atendimento de instituições de ensino em visitas monitoradas entre outras.

Também previsto no Programa de Apoio a Proteção dos Mananciais, a criação dos parques é resultado da compensação ambiental pelo licenciamento do trecho sul do Rodoanel Mario Covas, quando foi firmado um termo de compromisso de compensação ambiental (TCCA).

Texto: Luciana Reis
Fotos: José Jorge e Divulgação