O Programa de Monitoramento tem como objetivo acompanhar  diariamente os focos de incêndios e queimadas, bem como as condições climáticas que favoreçam o aumento do risco de fogo, emitir alertas e fornecer subsídios aos órgãos participantes da Operação Corta Fogo.

Uma das estratégias do Programa de Monitoramento é o Sistema de Monitoramento e Alertas. Trata-se de uma parceria entre a Operação Corta Fogo e o INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, que desenvolveu e mantém em funcionamento o aplicativo. A ferramenta permite a visualização de dados climáticos e ambientais em tempo real e otimiza as ações prevenção, controle e combate. O Sistema abrange o monitoramento e a previsão de chuvas, umidade relativa do ar, focos de incêndio, descargas elétricas, dentre outros. Os dados climáticos, sobrepostos sobre o mapa de São Paulo, permitem acompanhar em tempo real as situações de risco em cada município, bem como prever potenciais eventos críticos. Na ferramenta também é possível agregar dados de mapeamento de áreas de risco levantadas pelos órgãos de proteção e defesa civil.

Características do Sistema de Monitoramento e Alertas

Acesso via internet; informações em tempo real; agrega informações de satélites, radares, PCDs (Plataformas de Coleta de Dados), mapas, áreas de risco mapeadas; e outros; aponta situações de alerta; permite registrar quais ações foram efetuadas pelos usuários em cada alerta gerado.

Usuários

Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Ambiental, Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, Secretaria do Meio Ambiente, inclusive Fundação Florestal e Instituto Florestal.

Imagem representativa do Sistema de Monitoramento e Alertas