Governos subnacionais e locais fortalecem ação climática na COP23

Junto com outras regiões, São Paulo demonstra seu compromisso com as metas do Acordo de Paris

Texto: Anna Karla Moura

Foto: ICLEI

A COP 23, que está acontecendo desde segunda-feira, 06/11, em Bonn, reúne lideranças políticas de todo o mundo no intuito de definir estratégias para conter as mudanças climáticas. Embora nessa conferência, a maior parte das negociações e decisões ocorra no âmbito dos governos nacionais, a participação das lideranças subnacionais e locais é de fundamental importância para o bom andamento das iniciativas na ação climática.

Os governos locais e regionais estão se fortalecendo e se unindo para conter as mudanças climáticas e se preparando para lidar com seus efeitos. Na COP23, eles deverão propor iniciativas-chave e coalizões estratégicas para dar suporte à ação climática global.

São Paulo sempre se destacou nas políticas de mudanças climáticas e tem atuado ativamente das COPs ao longo dos anos. O Estado é membro de três importantes redes de governos subnacionais (nrg4SD – Rede de Governos Regionais para o Desenvolvimento Sustentável, The Climate Group, ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade), que estarão presentes na COP23 e estão organizando e participando de uma programação especial para os líderes regionais. O secretário do Meio Ambiente, Maurício Brusadin, o presidente da Fundação Florestal, Gerd Sparovek e demais membros da comitiva paulista já têm participação confirmada nas principais reuniões organizadas pelas redes.

Entre os eventos destinados aos governos locais e regionais da COP, o Climate Summit of Local and Regional Leaders (Cúpula Climática para Líderes Locais e Regionais) é o de maior destaque. O ICLEI está coordenando o evento e conta com diversos parceiros, entre eles a nrg4SD e o The Climate Group.

A Cúpula é uma importante plataforma para que os governos locais e regionais demonstrem seu compromisso com os objetivos do Acordo de Paris. É uma oportunidade de compartilhar as principais iniciativas e parcerias e de mostrar que quando cidades, regiões, empresas, comunidades e todos os níveis de governo unem forças, a ação climática se torna mais forte e mais efetiva.

Sobre as redes

O ICLEI é uma associação mundial de governos locais e subnacionais dedicados ao desenvolvimento sustentável. Fundada em 1990, conta hoje com mais de 1.500 membros, entre governos locais e regiões de diversos tamanhos em mais de 100 países. São Paulo é membro desde 2005.

Fundado em 2004, The Climate Group é uma organização internacional que trabalha com regiões, estados e o setor privado, articulando lideranças para o enfrentamento das mudanças climáticas. O Estado de São Paulo é um de seus mais de 100 membros desde 2011.

A Rede de Governos Regionais para o Desenvolvimento Sustentável – nrg4SD tem o secretário do Meio Ambiente, Maurício Brusadin, como vice-presidente para as Américas. É uma organização internacional sem fins lucrativos que representa governos e associações de governos subnacionais em nível global. Fundada em 2002, na Cúpula Mundial de Johanesburgo, hoje, a rede conta com cerca de 50 governos subnacionais de 30 países e sete associações de governos subnacionais. São Paulo é membro desde 2002.

 

Matérias relacionadas