Governo do Estado de São Paulo Sistema Ambiental Paulista

http://www.ambiente.sp.gov.br/parque-varzea-do-embu-guacu

 

Histórico

O Parque Ecológico da Várzea do Embu-Guaçu foi implantado ao final da primeira fase do Programa de Saneamento Ambiental da Bacia do Guarapiranga, ocorrida no período de 1993 à 1998, realizado entre a Prefeitura do Município de São Paulo, o Banco Mundial e o Governo do Estado de São Paulo.

Programa de Saneamento Ambiental da Bacia do Guarapiranga

O Programa de Saneamento Ambiental da Bacia do Guarapiranga tem como um de seus principais objetivos a execução de obras de recuperação urbana da região, onde estão incluídas a urbanização de favelas e a adequação de infraestrutura dos bairros carentes, o que resultará na melhoria da qualidade de vida dos moradores e na despoluição dos córregos e rios que alimentam a Represa Guarapiranga.

Estão previstas também obras de ampliação da rede de esgoto e manutenção da rede existente, coleta de lixo sistemática, recuperação das margens da represa, pavimentação e adequação do sistema viário.

O Programa de Saneamento Ambiental da Bacia do Guarapiranga foi concebido pelo Governo do Estado de São Paulo em conjunto com a Prefeitura do Município de São Paulo, com o intuito de promover a recuperação da qualidade da água do manancial da represa Guarapiranga, por meio de ações que envolveram a urbanização de favelas e loteamentos irregulares, adequação da infraestrutura dos bairros carentes e a despoluição dos córregos e rios que alimentam a represa.

Os recursos totais para a implementação do programa foram orçados em US$ 336 milhões, sendo US$ 119 milhões provenientes de empréstimo do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento – BIRD.

As intervenções realizadas pelo Programa abrangeram setores da área de infraestrutura urbana, como saneamento básico (água, esgoto, coleta e disposição final de resíduos sólidos), habitação, uso e ocupação do solo e meio ambiente (proteção ambiental, recuperação de áreas degradadas, repovoamento vegetal, criação de parques ecológicos, educação sanitária e ambiental e capacitação técnica de organizações da sociedade civil).

Área do Parque

Situada no município do mesmo nome, está inserido totalmente numa área de várzea, daí a origem de sua denominação.

O município conserva vasta vegetação natural como: manacás, angicos, bromélias, ipês e outros. Possui remanescentes da mata atlântica, paisagens belíssimas e uma rica biodiversidade.

A área do Parque abrange 129 ha (cento e vinte e nove hectares) e é constituída em sua maior parte pelas várzeas do rio Embu-Guaçu e Santa Rita, tributários da bacia do Guarapiranga, sendo que 80 ha são ocupados por mata nativa.

Limita-se em um dos lados pela cidade de Embu-Guaçu e por outro pela Represa Guarapiranga.

O Parque

Inaugurado no mês de agosto de 1997, o Parque Ecológico da Várzea de Embu-Guaçu, trata-se de uma área protegida por possuir um patrimônio natural significativo incluindo recursos de interesse cientifico, educativo e recreativo, tem como diferencial ser o único parque inserido 100% (cem por cento) em área de várzea.

Abrange uma área de 129 ha (cento e vinte e nove hectares), dos quais 80 ha (oitenta hectares) são cobertos por mata nativa onde correm os Rios Embu-Guaçu e Ribeirão Santa Rita, grandes colaboradores da Represa Guarapiranga.

O Parque conta com um centro de Educação Ambiental e a área de várzea pode ser percorrida até o rio em uma passarela de madeira com 980 (novecentos e oitenta) metros de extensão. Ao longo da passarela há pontos de descanso, com bancos, sendo assim locais ideais para observação da fauna.

No final da passarela há acesso para uma trilha que margeia o rio, pela mata ciliar. E a várzea é extensamente ocupada por um capinzal alto.

Além de toda a sua beleza natural, o Parque oferece, aos seus usuários, áreas para piquenique e contemplação da natureza com todo seu esplendor, parque infantil, quiosques, sanitários e área de estacionamento; bem como conta com um Museu do Lixo que serve como um excelente meio à conscientização dos freqüentadores de forma educá-los na importância da conservação e preservação dos ecossistemas naturais existentes em nossa metrópole.

Ficha Técnica do Parque

Endereço: Rodovia José Simões Louro Júnior, n.º 111 Embu-Guaçu/SP – CEP 06900-000

Horário de Funcionamento: De terça-feira à domingo das 06hs às 18hs.
Principais Ecossistemas Representados: Várzea e Fragmentos de Mata Atlântica.

Principais espécies de fauna e flora
Fauna: capivaras, veados campeiro,serpentes, ratões do banhado, lagartos, anfíbios, uma rica fauna de aves entre outros.
Flora: Mata Atlântica (ipês, figueiras, canelas, ingás, araçá, aroeiras, quaresmeira) e Várzea (taboas, carquejas, gramíneas.

FUNDAMENTO LEGAL: DECRETO n.º 58.753 de 19/12/2012.