Nave Gris Cia Cênica apresenta Minha Cabeça me Salva ou me Perde

O espetáculo acontece ao ar livre no bambuzal do Parque da Água Branca

O Parque da Água Branca promove na sexta-feira, 3/3, duas sessões da peça Minha Cabeça me Salva ou me Perde, produção da Nave Gris Cia Cênica. As sessões, gratuitas acontecem às 15h e às 19h, no bambuzal do parque.

Diversos mitos da cosmogonia iorubana e banto representam as divindades Iemanjá e Kayala como se fossem “donas das cabeças”. Minha Cabeça me Salva ou me Perde toma esta imagem como ponto de partida para criar uma intervenção artística em que elementos mitológicos misturam-se com memórias e experiências dos intérpretes em cena, que também são os responsáveis pela concepção do espetáculo.

A Nave Gris Cia Cênica foi criada em julho de 2012 por artistas de linguagens distintas e dedica-se à pesquisa e desenvolvimento da cena como um campo caracterizado pelo hibridismo, espaço limiar entre teatro, dança e performance, onde essas fronteiras ora se diluem, ora são evidenciadas como encontro de diferenças. A companhia é formada atualmente por Murilo De Paula e Kanzelumuka e realiza seus trabalhos em parceria com artistas convidados.

Serviço

Minha Cabeça me Salva ou me Perde
Criação: Nave Gris Cia Cênica
Elenco: Kanzelumuka e Murilo De Paula
Classificação: livre – duração: 35 minutos – entrada gratuita


dirceu