http://www.ambiente.sp.gov.br/programanascentes

Proteção e restauração de mata ciliar

160607

O Programa Nascentes é a maior iniciativa já lançada pelo governo do Estado de São Paulo para manter e recuperar as matas ciliares – vegetação localizada no entorno de nascentes e nas margens de rios, córregos, lagos e represas que protegem as margens dos corpos d’água, evitando o assoreamento, favorecem a regularização da vazão dos rios e córregos além de oferecer abrigo e alimentação para a fauna local.

Reunindo diferentes atores, como empresas públicas e privadas, poder público e sociedade civil, o programa otimiza e direciona investimentos públicos e privados para proteção e recuperação de matas ciliares, nascentes e olhos d’água.

Metas

Com este Programa, será promovida a restauração de cerca de 20 mil hectares de matas ciliares.
A meta da primeira fase do programa é recuperar 4.464 hectares de matas ciliares, utilizando 6,3 milhões de mudas de espécies nativas.
Diversos plantios já foram iniciados, em cidades como Joanópolis, Piracaia, Jacareí/Igaratá, Salesópolis e Cajati entre outras que junto de outras iniciativas de restauração, somam mais de 674 hectares equivalentes a mais de 1,2 milhões de mudas (considerando o espaço padrão 2m x 3m, ou seja 1667 mudas por ha) e a 944 campos de futebol*.

 

20n1 20n2

*O padrão Fifa tem o campo oficial com 7.140m2

A importância das matas ciliares

As matas ciliares são tão importantes para a proteção de rios e lagos como são os cílios para os nossos olhos.  As matas ciliares são fundamentais para manter a qualidade da água para todos. Assim como nossos cílios impedem que a sujeira entre em nossos olhos, a vegetação que nasce nas beiras de nascentes, córregos e rios, protege a água.

A figura abaixo ilustra a presença ou não das matas ciliares e as respectivas consequências.

17061

Do lado esquerdo, temos um rio saudável, com a mata ciliar auxiliando a ação da natureza. Já do lado direito temos os malefícios da ausência dessa vegetação. Sem as matas ciliares, as nascentes secam, as margens dos rios e riachos solapam, o escoamento superficial aumenta e a infiltração da água no solo diminui, reduzindo as reservas de água do solo e do lençol freático. As consequências são dramáticas para o meio ambiente: a poluição difusa chega facilmente aos mananciais, a vida aquática é prejudicada, a ocupação desordenada chega às margens de rios e reservatórios, transformando-os em grandes esgotos ou lixões.

Certificado e  Selo Nascentes

03066

Patrícia Iglecias e Geraldo Alckmin participaram da cerimônia em Joanópolis, no dia 3 de junho de 2015

Pode receber o Certificado toda pessoa física ou jurídica que execute um projeto de restauração ecológica dentro do Programa Nascentes, aprovados pelo Comitê Gestor.

Os projetos voluntários que restaurem pelo menos 10 hectares, ou que para o cumprimento de obrigações legais adicionem 10 hectares ao projeto ou realizem o dobro da restauração exigida, garantem à empresa o Selo Nascentes, ícone do comprometimento com a preservação do meio ambiente e preocupação com a segurança dos recursos hídricos do estado de São Paulo. Maiores informações:  Resolução SMA nº 50, de 24 de julho de 2015