Transição agroecológica avança no estado de São Paulo

Agricultores do Assentamento Boa Esperança recebem certificados por promover as boas práticas agroambientais

A Secretaria do Meio Ambiente (SMA) entregou dois certificados e cinco declarações de adesão ao Protocolo de Transição Agroecológica e de Estímulo à Produção Orgânica a agricultores do assentamento Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Boa Esperança, em João Ramalho, região oeste do estado de São Paulo. O evento, realizado em dezembro de 2017, contou com a participação dos técnicos da Cooperativa Amater (Trabalho, Assessoria Técnica, Extensão Rural e Meio Ambiente).

Após a entrega, os participantes foram ver de perto a produção em transição agroecológica de Cleuza Galdino Miranda, uma das agricultoras certificadas. Além de aumentar cada vez mais a diversidade de sua produção, ela está implementando uma fossa séptica na propriedade.

Depois foi a vez de conhecer a produção dos agricultores Diva e Sebastião de Oliveira, que receberam a declaração de adesão. Eles produzem diversos itens de horticultura e laticínios. Já não utilizam agrotóxicos e estão em processo de reduzir a adubação com químicos.

Além dos agricultores e suas famílias e da agrônoma da Amater Elisa Lauer, responsável pelo acompanhamento, participaram do evento de entrega dos certificados e declarações representantes das prefeituras de João Ramalho e Rancharia, da Incubadora de Cooperativas Populares da Unesp de Assis e do grupo de consumidores da Rede Trem Bão para prestigiarem o esforço, compromisso e reconhecimento dos agricultores em transição.

Encontro

Houve também, além da entrega de certificados e da declaração de adesão, um Encontro de Parceiros dos Agricultores do Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Boa Esperança na Incubadora de Cooperativas Populares da Unesp de Assis.  A ideia, ao promover o encontro, foi de integrar parceiros e incentivar a troca de experiência para contribuir com o processo de transição agroecológica.

Participaram do encontro com os agricultores do PDS Boa Esperança, técnicos da SMA, Cooperativa Amater, Fundação Itesp, CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento), Incoop (Incubadora de Cooperativas Populares – Unesp/Assis), Rede de Comercialização Solidária ‘Trem Bão’ e Agape (Grupo de  Agroecologia e Permacultura, de Assis).

Elisa Lauer, Araci Kamiyama e Maria Aparecida da Cruz